Desde 1977, quando foi criada, a empresa Aero Agrícola Santos Dumont (AASD) somente cresceu, tanto em quantidade de aeronaves, como em qualidade de serviços e expansão de negócios em aviação.

A história da empresa remonta a revolução verde, quando as lavouras de soja, trigo, milho e arroz passaram a dominar o RS, demandadas pela necessidade de alimentar o mundo e mecanizar as lavouras para aumentar a produção de alimentos – AVIAÇÃO AGRÍCOLA: Its now or never. (o uso tornou-se a única forma de salvação contra pragas).

A empresa nasceu focada em AVIAÇÃO AGRÍCOLA, passando nas décadas de 70 e 80 aprendendo e tratando das lavouras no RS, chegando a operar 14 bases e mais de 12 aeronaves EMBRAER / IPANEMA. A partir da década de 90 pela quantidade de aeronaves, passou a homologar oficina de manutenção junto a ANAC para melhor manter sua frota.

A ESCOLA – Quando o governo federal extinguiu a única escola CAVAG – CURSO DE AVIAÇÃO AGRÍCOLA, em 1990, surgiu a demanda por escolas privadas de formação de pilotos agrícolas, o que, pela visão da AASD foi iniciado. Hoje, a totalidade de formados em 90 turmas é de 900 pilotos agrícolas, sem falar de seus cursos de PILOTO PRIVADO, PILOTO COMERCIAL, INSTRUTOR DE VOO DE AVIAO e etc., que já formaram centenas de pilotos igualmente.

O diferencial da AASD – Uma empresa/escola, ou seja, o aluno aprende na prática o que é aviação e aviação agrícola, pois no dia-a-dia tem contato com profissionais de todas as áreas na empresa, sejam técnicos em manutenção, em agricultura, agrônomos, pilotos agrícolas e todo o pessoal envolvido nesse universo de aviação agrícola.

Quem vem aprender aviação e aviação agrícola nesse grupo empresarial sai com o pacote completo, uma exigência nesse mercado. Esse diferencial de sucesso é que faz a procura por emprego ser muito fácil para os egressos da AASD, porque quem contrata nossos pilotos formados sabe que eles realmente irão fazer a diferença nas empresas em que irão trabalhar.