por Ann Hatfield – Grahek

Em 2019, a Turbine Conversions, Ltd (TCL) firmou parceria com a Zanoni Equipamentos, líder brasileira na produção de sistemas de pulverização, para representar sua linha de equipamentos de dispersão de aço inoxidável na América do Norte.

“A Zanoni Equipamentos é uma empresa familiar que fabrica produtos inovadores de qualidade e foi um caminho lógico formarmos uma parceria.” comentou Bill Hatfield, presidente da TCL.

“Nos últimos 30 anos, eu trouxe opções inovadoras para nossos parceiros da aviação agrícola. Fiquei impressionado com a qualidade de fabricação da Zanoni e sabia que seria outra maneira de apoiar nossos parceiros do negócio. Mark Grahek, está assumindo a liderança nessa nova linha de produtos. Sua experiência com a Hatfield Sprying e Turbine Conversions nos últimos 20 anos o torna a pessoa certa para o trabalho.”

Mark Grahek acrescentou: “Depois de falar com os operadores na Ag Aviation Expo 2019 em Orlando e na Convenção da Associação de Aviação Agrícola Canadense de 2020 em Victoria, British Columbia, definitivamente houve interesse no atomizador Zanoni. Tivemos um feedback muito positivo dos operadores que trabalharam com os atomizadores durante a temporada de 2020 para controle de mosquitos na Carolina do Norte e Louisiana. Mas queríamos alguns dados empíricos que apoiassem os testemunhos. Esses dados ajudariam a adicionar o atomizador Zanoni como equipamento aceitável nas solicitações de cotação do programa florestal canadense e americano. ”

Mark tinha ouvido falar do túnel de vento do Laboratório de Tecnologia da Aplicação de Pesticidas (PAT) localizado na Universidade de Nebraska, em North Platte, e decidiu providenciar testes dos atomizadores. Para obter os dados necessários, Mark entrou em contato com o diretor do PAT, Dr. Greg Kruger, para discutir a possibilidade de testes da Zanoni Atomizadores pela Turbines Conversions em seu túnel de vento. Após várias teleconferências entre o Dr. Greg Kruger., Lucas Zanoni e Mark Grahek para configurar o protocolo, providenciar a doação de equipamentos (o atomizador em teste foi doado ao acervo da faculdade) e adquirir o inseticida biológico Foray 76B (doado por Jaque Dugal da Valent), foi definido o dia 13 de janeiro de 2021 para o teste.

O Laboratório de Tecnologia em Aplicação de Pesticida (PAT) é uma das 3 instalações no mundo com os recursos necessários para este teste. O desenvolvimento do laboratório PAT deve-se em grande parte às inovações do Dr. Greg Kruger. O Dr. Kruger é o diretor desde 2010. Seu predecessor, Bob Klein, tinha um laser configurado para medir o tamanho das gotas da pesquisa de aplicação da década de 1970. O Dr. Kruger, que afirma ser basicamente um “garoto de fazenda com licença para fazer pesquisas”, possui um bacharelado em ciências pelo estado de Ohio e um mestrado pela Purdue. Ele pensou que construir um túnel de vento para trabalhar com o laser para pesquisa de deriva, aumentaria o potencial do programa. Por sorte, naquele momento, as empresas Winfield e Wilbur Ellis estavam procurando programas de pesquisa para patrocinar e gostaram do conceito de túnel de vento.

Quando os representantes da Winfield e Wilbur Ellis estiveram na PAT, eles visitaram um prédio que foi construído para pesquisa de suínos. Após a quebra do mercado de suínos no final dos anos 90, a unidade havia se transformado em um prédio de armazenamento. Quando viram a “coleção de coisas”, imaginaram um túnel de vento. Em 2011, depois de quinze cargas das “coisas” terem sido removidas e chiqueiros demolidos, o prédio estava pronto para as reformas, incluindo aquecimento, resfriamento e luzes. No início de 2012, a instalação foi montada e estava pronta para iniciar os testes.

O gerente da equipe, Jeff Golus, a supervisora Barbara Vukoja do PAT e um grupo de estudantes internacionais de pós-graduação executaram uma série de testes durante um período de dois dias no Atomizador Zanoni. O objetivo principal foi a caracterização do inseticida biológico Foray 76B da Valent com o atomizador Zanoni em vento de alta velocidade.

O teste padrão foi feito com água. “A água é bastante precisa, não vemos muita diferença entre a água e o material. Mas o Bt é espesso e pesado, afetado pela umidade, calor, tempo etc.” comenta o Dr. Kruger. Diferentes ângulos de lâmina, configurações de VRU e diferentes configurações de fluxo também foram testados.

Os testes conduzidos no PAT demonstraram que os atomizadores Zanoni M14 oferecem uma aplicação segura, confiável e consistente do Foray 76B. Essa tecnologia se apresenta como uma nova opção para a aviação agrícola contribuindo para o controle da lagarta do pinheiro alemão e da mariposa cigana na América do Norte, sendo uma das muitas inovações trazidas pela parceria Turbine-Zanoni para o negócio de aplicação aérea.

O Dr. Kruger é bem versado no negócio da aviação agrícola e um grande aliado. Integrando suas experiências de trabalho com estudantes internacionais e viajando pelo mundo, compartilhando sua experiência com várias visitas ao Brasil, o Dr. Kruger comentou: “Pense em seu bico / atomizador como uma ferramenta e determine o que ele tem para oferecer (tamanho de gota) e como trabalha de acordo com a necessidade da aplicação. O objetivo do teste é verificar o tamanho da gota e a consistência no tamanho da gota. No Brasil, uma coisa que você vê é que muitos dos aplicadores estão usando atomizadores nas plantações, coisa que não se vê com muita frequência na América do Norte. Na aplicação de herbicidas, a necessidade de um tamanho de gota maior para reduzir a deriva e atingir o alvo faz com que um atomizador não seja a ferramenta certa para o trabalho, o que é uma demanda em plantações nos EUA. Mas na aplicação de fungicidas e pesticidas o atomizador é uma ferramenta eficaz, pois eles se beneficiam de uma dispersão de gotas de tamanho menor. É aqui que a aposta de cooperação internacional no compartilhamento de informações entre pares é muito importante.”

O PAT conduz uma combinação de testes de laboratório, estufa e de deriva em plantações, juntamente com testes de eficácia em estufas e campo para entender como maximizar a eficácia dos pesticidas enquanto minimiza os efeitos indesejados dessas aplicações. O túnel de vento de baixa velocidade é projetado para entender melhor o tamanho das gotas e o potencial de deriva. O laboratório PAT ajudou a educar os aplicadores sobre como fazer aplicações mais seguras com menos deriva de pesticidas.

No início de 2021, o Dr. Kruger aceitou uma posição na BASF como Agrônomo da América do Norte com especialização em Agricultura Digital, baseado em Raleigh, Carolina do Norte e está passando o PAT para uma nova equipe. Mesmo estando ele voltado para novos desafios, Dr. Kruger voltou ao PAT para ajudar no Estudo do Atomizador Zanoni. Ele deixou o PAT com uma equipe experiente e capacitada para que o trabalho possa continuar. A Turbine Conversions retornará para realizar testes adicionais no final de 2021.

 

 

A Hartzell construiu um grande ventilador para simular uma aeronave agrícola em voo.

 

Jeff Golus configurando os lasers para coletar dados do teste.

 

Túnel de Vento do PAT.

 

Atomizador Zanoni montado no túnel de vento pronto para teste.

 

Detalhe da montagem do Atomizador Zanoni.

 

Segunda opção de instalação do túnel de vento do PAT.

 

Instalação do PAT com as estufas em anexo.

 

O gerente Jeff Golus, e supervisora Barbara Vukoja do PAT preparando o Foray 76B da Valent doado para o teste.

 

Detalhe do Atomizador Zanoni pronto para os testes. O atomizador foi doado para o PAT para acervo de referência.

 

Equipe do PAT da esquerda para direita: gerente Jeff Golus, diretor Dr. Greg Kruger, supervisora Barbara Vukoja

 

O Túnel de Vento depois do teste. (fotos 6 e 12 mostram o antes e depois do túnel de vento)

 

Centro de controle de coleta de dados do PAT